Novidades
da Longitude

Dica Valiosa: bicicletário no condomínio é fundamental

19 de Dezembro, 2018 • Escrito por: Longitude Desenvolvimento Imobiliário

Usar a bicicleta como meio de locomoção tem se tornado uma alternativa cada vez mais popular entre os brasileiros. Na última década, o número de pessoas que utiliza o veículo como forma de transporte mais que duplicou. Mesmo quem não utiliza a bike para ir e vir de compromissos pode curtir ter uma bicicleta para os momentos de lazer ou para se exercitar, não é mesmo?

Como o uso das bicicletas tem aumentado, seguindo uma tendência mundial, a nossa dica valiosa de hoje é sobre o bicicletário em condomínio.

SIM! O lugar para você guardar sua parceira de duas rodas de forma adequada e segura deixou de ser um luxo para ganhar lugar indispensável na estrutura dos empreendimentos.

Afinal, quem utiliza bike quer ter os mesmos cuidados para conservar o meio de transporte do que quem busca uma garagem para guardar seus veículos. Por isso, nossa dica é pra você que está à procura do lugar ideal para morar. Lembre-se sempre de conferir se, além de garagem e vagas para motos, o condomínio oferece local para guardar bicicletas.

O tema é tão relevante que, em algumas cidades, já virou lei. Há municípios que regulamentaram a obrigatoriedade do bicicletário em condomínios. Mesmo onde não é lei, muitos empreendimentos já têm olhado com carinho para este local, que pode ser oferecido em diversos formatos e não ocupa muito espaço, instituindo o bicicletário em regimentos interno dos condomínios.

Viva Residencial terá bikes para moradores

Empreendimentos contemporâneos e atentos ao estilo e à qualidade de vida dos moradores, como os da Longitude Desenvolvimento Imobiliário, oferecem excelentes soluções para os donos de bikes ficarem tranquilos.

É o caso do Viva Residencial, empreendimento localizado entre Monte Mor e Hortolândia, que tem como um dos diferenciais um projeto especial de mobilidade urbana para os moradores.  O Viva Residencial irá disponibilizar um bicicletário já com bikes próprias para uso compartilhado pelos moradores.

“É uma forma que encontramos de incentivar a mobilidade urbana e estimular a qualidade de vida entre os moradores na busca por saúde e boa forma”, afirma Mariéli Andrade, gerente de marketing da Longitude. 

As bikes serão usadas para que os moradores possam se deslocar pelas redondezas do bairro, que oferece uma excelente infraestrutura. “A bike é excelente por facilitar o deslocamento em curtas distâncias e também para o lazer individual e de toda a família.”

O modelo adotado de bicicletário do Viva Residencial será o de encaixe no chão.  A utilização é mais simples do que as opções verticais, já que o morador precisa apenas encaixar a roda dianteira no suporte.  Em média, é possível acoplar cinco bicicletas a cada 1,5 metro.

Clique aqui e conheça projeto do Viva Residencial.